Terça, 03 Março 2020 20:13

Duas academias são fechadas de forma cautelar em Várzea Grande

Avalie este item
(0 votos)

 

Assessoria de Imprensa
CREF17/MT

O Conselho Regional de Educação Física da 17ª Região (CREF17/MT) voltou a fiscalizar estabelecimentos que oferecem atividades físicas na cidade de Várzea Grande. A ação acontece durante toda a terça-feira (03.03) e até o momento duas academias já foram fechadas de forma cautelar. Ao todo mais de vinte estabelecimentos locais serão visitados.

Segundo relato do agente de orientação e fiscalização, Kleyber Moreno, o motivo principal do fechamento das academias foi a ausência de profissionais habilitados no acompanhamento dos alunos no momento da visita. O CREF17/MT explica que é obrigatório que cada atividade nas academias sejam acompanhadas por um profissional ou estagiário, que deve ter um contrato de estágio e ser supervisionado pelo profissional. No caso de ausência de profissionais, as academias podem ser fechadas pelo Conselho.

“Sempre orientamos que as pessoas procurem saber se os instrutores possuem capacitação para exercer a profissão”, declarou o agente de fiscalização.

As fiscalizações são feitas a partir de denúncias, que, segundo o CREF, costumam partir dos próprios frequentadores dos estabelecimentos. Em casos de detecção de irregularidades o conselho pode encerrar as atividades e até acionar órgãos responsáveis para dar continuidade às fiscalizações, como a Vigilância Sanitária, o Procon e o Ministério Público, que podem formalizar as interdições e aplicar multas aos donos.

O presidente do Conselho, Carlos Eilert, volta a falar que, as fiscalizações são rotineiras e garantem que o usuário não seja exposto a condições precárias.

“Assim como nós do CREF estamos frequentemente atentos a prática irregular do exercício é de suma importância que os alunos também fiquem de olho pois a ausência de profissionais qualificados no acompanhamento dos alunos e problemas de estrutura podem causar problemas graves nas pessoas que frequentam os estabelecimentos”, alertou Eilert.

Em dezembro do ano passado, outras duas academias foram fechadas de forma cautelar, no bairro Canelas e Jardim Glória, em Várzea Grande. As academias foram autuadas e possuem um prazo de quinze dias para que a situação seja regularizada.

Lido 144 vezes